13.4.16

Resenha - Montanha da Lua

Hey Mentes, como estão? 
Hoje tem resenha fresquinha, quem aí gosta de livro de época? Montanha da lua é o primeiro livro da Mari Scotti, de época, seus outros livros são sobrenaturais. 
 Confira a resenha de Montanha da Lua, permita-se encantar por Octavio Hallinson e Mical Baudelaire; 
Montanha da Lua
Mari Scotti
Independente
Classificação: 4\5 
SinopseHá séculos, uma verdade acompanha cada herdeiro do ducado de Bousquet: A Maldição dos Hallinson’s.
   Conta-se que a tragédia os acompanha, levando à morte as esposas em seu primeiro ano de matrimônio. Geração após geração, aprendem sua sina e a regra a seguir para possuir uma união frutífera e longa.
  Octávio Hallinson Segundo sofre as consequências de não seguir esses ensinamentos. Viúvo, isolou-se da sociedade, fugindo da responsabilidade de casar-se novamente para providenciar um herdeiro para seu título. 
Um homem marcado pela dor.

    Mical Baudelaire Nashgan sempre foi uma mulher decidida, enfrentando as ordens de sua tia e negando-se a seguir o protocolo que obrigava mulheres a procurar maridos apenas por posse de títulos e dinheiro e não por amor.
    O posicionamento contraditório aos costumes afastou os candidatos, tornando-a uma das únicas solteironas que sua província conheceu. A mais bela dentre elas.
Uma tragédia a coloca frente aos perigos da floresta aos pés da Montanha da Lua e seu futuro torna-se incerto e assustador.

Resenha: Montanha da lua foi o meu primeiro romance de época e eu não poderia ter estreado no gênero de uma maneira melhor, o romance criado por Mari Scotti é envolvente e sedutor. Inicialmente eu pensei que montanha da lua séria m romance de época com uma pegada mais sobrenatural, mas não é.
Acompanhei as postagens de montanha da lua no wattpad, é me peguei apaixonada pela escrita da autora, quando acabava o capítulo e tinha que esperar a continuação, quase ficava sem unhas de curiosidade. 
Quando eu gosto de um livro é bem difícil encontrar as palavras para descrever porque amo tanto, então vou tentar. 
Uma maldição ronda a família Hallinson, todos os homens estão fadados a perderem suas esposas por doenças fatais ou para a insanidade, todos os herdeiros Hallinsons tem um destino certo, sofrer a morte prematura de suas esposas. Octavio Hallison foi pego pela maldição, ele perdeu sua jovem e bela esposa e decidiu se isolar do mundo, assim nunca seria responsável pela morte da mulher com a qual se casasse. 

“Ser um Hallinson não era ser um duque ou ter poder acima de qualquer outro nobre de minha província. Para mim, era uma obrigação hereditária que me condenava a aceitar meu destino desde a meninice, de que tudo me era permitido como lorde, exceto o que parecia mais importante: amar." 

Isolado no alto de uma montanha, Octavio vive um dia de cada vez, até que a bela Mical cruza seu caminho. 
Mical uma mulher a frente de seu tempo, enquanto a maioria de suas amigas estão casadas e tendo filhos a jovem deseja casar-se apenas quando encontrar alguém que a ame, algo que a sociedade repudia, afinal casar-se por amor parece besteira em meio a títulos de nobreza, dinheiro e outros. Porém Mical fica firme em sua decisão. 

A história é narrada na maior parte do tempo por Mical, podemos entender a cabeça de uma mulher de 34 anos, que nunca foi desposada e ver os preconceitos da época em relação a mulheres " solteironas", ao mesmo tempo acompanhamos os preconceitos e julgamentos que fazem em relação a Octavio Hallinson. Os capítulos por Octavio ajudam o leitor a entender e decifrar muitos mistérios da trama. 
O enredo criado por Mari é instigante e sedutor, as cenas mais calientes estão na medida certa, não ofuscando a trama central da história, Mari sabe conduzir uma trama sensual, instigante e com um toque de mistério. 

" A felicidade inicialmente assusta, levando as pessoas a esperar sempre por uma má notícia, contudo a alegria contínua doa alento e conforta corações apaixonados, superando qualquer recusa ou medo com o passar dos anos, provando assim que é possível suplantar adversidade se aceitar enfrentá-las de frente e não correr a cada indício de dificuldade. "

O romance entre Mical e Octavio acontece aos poucos, como eu gosto, odeio quando os personagens nem se conhecem e já dizem " eu te amo", Mari escreveu toda uma trama com conquistas e galanteios, apesar de Octavio ser um pouco rude, ele conseguiu ser encantador ( acho que eu me apaixonei por ele - risos). 

Os personagens secundários são um show a parte foram bem desenvolvidos e peculiares, como não se apaixonar pelo tio da Mical? Um personagem cativante, amoroso e gentil já a tia de Mical, Antonieta é uma mulher complicada ( para dizer o minimo - risos), mas ainda assim eu gostei dela, o mordomo de Octavio, e todos os outros se for falar o nome de todos acabo com a graça do livro né. 

Montanha da lua é um romance de época misterioso e envolvente, a cada página, a cada capitulo o leitor deseja mais e mais, Mari Scotti ganhou mais uma leitora, estou ansiosa pela continuação e para ler suas outras obras. 

O final é apaixonante, Mari conduziu a trama até o último capítulo muito bem, ao longo da leitura me emocionei, ri, suspirei e fiquei extremamente curiosa para saber o que aconteceria no capítulo seguinte - risos. 
Estou apaixonada por Montanha da Lua!

Será que a maldição vai ser quebrada? 

Leia Montanha da Lua e descubra.

Em breve vamos ter uma semana dedicada as obras da Mari, em especial ao seu livro Híbrida que vai ser lançado com uma nova capa. 

Até a próxima! 

Um comentário:

  1. Obrigada pelo carinho flor! Fiquei muito feliz em saber que acompanhou a história no wattpad! De lá pra cá mudei algumas coisas, mas não a essência de tudo kkk.
    Tb amoooooooo o Octávio!
    Espero que goste dos outros Hallinsons!
    Beijo, Mari

    ResponderExcluir

Leia também

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...