7.4.16

Resenha - Perdão Mortal



Hey Mentes, Perdão Mortal é um livro totalmente diferente e vocês precisam conhecer. Confira a resenha; 
Autor: Robin LaFevers
Editora: V & R
Páginas: 408
Classificação: 5\5 Excelente 
Sinopse:  Por que ser uma ovelha, quando você pode ser o lobo? Ismae Rienne, dezessete anos, escapa da brutalidade de um casamento arranjado no santuário do convento de São Mortain, onde as irmãs ainda servem deuses antigos. Lá ela aprende que o deus da Morte abençoou-a com perigosos dons e um violento destino. 

Se ela optar por ficar no convento, será treinada como uma assassina e servirá a Morte. 

Para reclamar sua nova vida, deve destruir a vida de outros. A mais importante atribuição de Ismae leva-a direto para o tribunal superior da Bretanha—onde se encontra terrivelmente sob preparada não só para os jogos mortais de intriga e traição, mas pelas impossíveis escolhas que deve fazer. Como entregar a vingança da Morte em cima de um alvo que, contra sua vontade, roubou seu coração?


RESENHA:
Ismae Rienne, uma bela jovem com um destino trágico, foi vendida pelo pai por apenas três moedas, ela foge de seu casamento e acaba indo parar no convento de Sant Mortain, onde as mulheres servem aos deuses antigos. O convento de Sant Mortain, serve o deus da morte.


"Avaliei a opção, que não era uma opção. Ser removida do mundo dos homens e treinada para matá-los, ou ser entregue a um deles como uma ovelha."


Ao optar por ficar no convento ela é treinada para matar e servir o deus da morte, custe o que custar.


"Se você decidir ficar, você será treinada em suas artes. Vai aprender mais maneiras de matar um homem do que imaginou ser possível. Vamos treiná-la a ser furtiva e astuta e desenvolver todo tipo de habilidade que assegure que nenhum homem jamais volte a ser um ameaça para você"


Durante o treinamento Ismae, consegue o feito de matar dois homens, sem vestígios, mais durante sua segunda missão, ela se encontra com um homem, ela tenta seduzi-lo, mas não consegue, após voltar ao convento para sua surpresa a madre superiora a chama em sua sala e para sua surpresa quem está lá é o homem que ela tentou seduzir. 


Gavriel Duval, um bastardo irmã da duquesa, ela está tentando proteger o ducado a todo custo, enquanto uma grande trama se forma, ele acaba indo buscar ajuda no convento e lá volta a ver a jovem Ismae. 


Em uma aliança o convento envia Ismae para a corte bretanha, para descobrir quem vai trair a duquesa. Gavriel e Ismae vão entrar em um jogo de maquinações politicas, sede de poder, não podem confiar em ninguém, mas por algum motivo confiam um no outro. 
A atração entre Ismae e Duval é palpável, um clima sensual vela o ambiente, em meio as tramas politicas. Os segredos que ela guarda sobre o seu deus, os jogos políticos aos quais Gavriel está acostumado, tudo isso envolto por uma fantasia maravilhosa. 
O romance criado por LaFevers é fantástico, ousado e inovador. 
"Nós dois estamos presos a outros deveres, outros santos. Nosso coração não é nosso."



"- Quando você estiver pronta, ou mesmo se nunca estiver, meu coração pertencerá a você até que a morte nos separe. 
O que quer que isso signifique quando você está 
se comprometendo com uma das servas da Morte." 



A narrativa do livro em primeira pessoa, Ismae, nos faz entender o lado religioso da história, toda a devoção aos santos que são deuses. É angustiante ver o jogo se desenvolvendo, o romance entre Ismae e Gavriel e não saber o que acontecerá a seguir, leva o leitor ao próximo capítulo e quando percebemos estamos no final, maravilhados e querendo mais, mais e mais. 


Os personagens crescem muito ao longo do livro, principalmente Ismae, ela passa a ser corajosa, a questionar e se revoltar com algumas coisas, quebrar regras e outros. 


A diagramação feita pela editora V&R ficou perfeita, o tamanho da fonte é bom, o amarelado das páginas está perfeito, e a capa com uma textura quase de camurça, está perfeita, é um livro gostoso de ter nas mãos. 


Um livro com uma trama envolvente, um enredo brilhante ( quero que vire filme), em um cenário medieval, para deixar tudo ainda mais, mistico. 


Por ser uma trilogia já estou ansiosa para o próximo livro, ansiosa para conhecer a história da próxima assassina. 


Servir ao deus da Morte pode ser algo muito mais do que sombrio. 

Prepare-se para esse livro incrível. 

Até a próxima! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Leia também

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...