16.7.16

Resenha: Mar da Tranquilidade - Katja Millay

Hey Mentes, hoje tem resenha de Mar da Tranquilidade, este livro entrou em minhas melhores leituras do ano, confiram a resenha. 

Comentem, seus comentários são importantes. 

Autora: Katja Millay 
Classificação: 5\5 
Editora: Arqueiro 
Páginas: 368 

Classificação no skoob:4,6 







Sinopse: Nastya Kashnikov foi privada daquilo que mais amava e perdeu sua voz e a própria identidade. Agora, dois anos e meio depois, ela se muda para outra cidade, determinada a manter seu passado em segredo e a não deixar ninguém se aproximar. Mas seus planos vão por água abaixo quando encontra um garoto que parece tão antissocial quanto ela. É como se Josh Bennett tivesse um campo de força ao seu redor. Ninguém se aproxima dele, e isso faz com que Nastya fique intrigada, inexplicavelmente atraída por ele.

A história de Josh não é segredo para ninguém. Todas as pessoas que ele amou foram arrancadas prematuramente de sua vida. Agora, aos 17 anos, não restou ninguém. Quando o seu nome é sinônimo de morte, é natural que todos o deixem em paz. Todos menos seu melhor amigo e Nastya, que aos poucos vai se introduzindo em todos os aspectos de sua vida.



À medida que a inegável atração entre os dois fica mais forte, Josh começa a questionar se algum dia descobrirá os segredos que Nastya esconde – ou se é isso mesmo que ele quer.
Eleito um dos melhores livros de 2013 pelo School Library Journal, Mar da Tranquilidade é uma história rica e intensa, construída de forma magistral. Seus personagens parecem saltar do papel e, assim como na vida, ninguém é o que aparenta à primeira vista. Um livro bonito e poético sobre companheirismo, amizade e o milagre das segundas chances.


Resenha: 
  Mar da tranquilidade, extremamente tocante e emocionante do início ao fim. Katja escreveu uma história emocionante, surpreendente e repleta de revelações de tirar o fôlego. 
Somos conquistados já no prologo, que desperta uma curiosidade extrema no leitor, afinal o que aconteceu com Nastya? Essa pergunta vai permear na cabeça do leitor até o final. 

Mar da tranquilidade não é um romance comum, esqueça os clichês, neste enredo poderoso ninguém se apaixona a primeira vista e morrem de amor já na segunda página, diferente disso, o amor é mais um empecilho na vida de Josh e Nastya. 
Um garoto acostumado a perder todos que ama. Uma menina com um trauma que tirou sua voz, e aquilo que amava mais do que tudo,  que a fez viver na dor, uma história de superação, medo e cheia de segredos. 

Um romance comovente, doloroso e viciante do inicio ao fim. 
Nastya tinha uma vida perfeita, uma família perfeita, mas um segundo mudou tudo. Nastya ainda possui uma família carinhosa e maravilhosa, mas ela se perdeu, após um trauma ela não consegue mais ser a mesma, ela perdeu o que mais amava, ela perdeu tudo. Ela perdeu sua voz. 
Josh é tão quebrado quanto Nastya, o jovem de dezessete anos, perdeu a mãe e a irmã aos oito anos de idade, depois perdeu o pai, em seguida a avó e agora seu avô está com um câncer. Todos que Josh ama são retirados de suas vidas. 

Nastya precisa começar uma vida nova, e para isso vai morar com a tia e começa a frequentar uma nova escola, com micro vestidos e muita maquiagem, ela tenta afastar os outros de perto de si. Então ela percebe que há somente um lugar vazio na hora do almoço, em um banco está um garoto, sozinha e envolta dele não tem ninguém. Uma zona morta. 

"Fico surpresa de ver quanto as pessoas têm medo do que pode acontecer no escuro, mas não pensam duas vezes sobre sua segurança durante o dia, como se o sol oferecesse alguma espécia de proteção definitiva contra todo o mal do mundo. Não oferece. Tudo o que ele faz é nos iludir e atrair com seu calor, para então nos derrubar de cara no chão. A luz do dia não nos protege de nada. Coisas ruins acontecem a qualquer momento. Não esperam até depois do jantar."

Olhares se cruzam por um instante e ambos percebem que o outro está quebrado. Você pode chamar de destino ou acaso, mas eles começam a desenvolver uma amizade, um tanto estranha, mas ainda assim verdadeira, ambos precisam ajudar um ao outro, tentar salvar um ao outro, mesmo que em algumas situações não possamos ser salvos. 

"Não sei se é uma boa ideia, mas estou começando a ficar cansada de julgar e adivinhar as segundas intenções de todo mundo, porque começo a entender o verdadeiro problema, e sei que sou eu."

Ambos os personagens estão quebrados, precisando de ajuda. Ninguém neste romance é perfeito. A construção foi feita de forma excepcional, Katja estava inspirada ao escrever este belo romance que me deixou sem palavras, a autora possui uma escrita impecável, uma narrativa que flui facil. Os capítulos estão bem amarrados e bem alternados entre os personagens, podemos conhecer a história de cada um deles, sem ser chato ou cansativo. 

Mar da tranquilidade possui um enredo brilhante, tocante e viciante. 

Estou apaixonada por esse livro e pela escrita de Katja. 

Uma garota sem voz. Um garoto quebrado.

"As pessoas gostam de dizer que o amor é incondicional, mas isso não é verdade. E mesmo que fosse incondicional, o amor nunca é de graça Sempre vem acompanhado de uma expectativa. Todo mundo sempre quer algo em troca. Tipo, querem que você seja feliz, ou o que for, e isso nos torna automaticamente responsáveis pela felicidade dos outros, porque eles não serão felizes a menos que você também seja. Você tem que ser quem eles pensam que tem que ser e se sentir do jeito que eles pensam que tem que se sentir, porque eles amam você. E quando você não consegue dar o que eles querem, eles ficam infelizes, e aí você também fica infeliz e todo mundo fica infeliz. Eu só não quero ter essa responsabilidade."


Até a próxima!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Leia também

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...