17.8.15

Resenha: "A Menina Que Roubava Livros" - Markus Zusak


A Menina Que Roubava Livros
Autor: Markus Zusak
Páginas: 480
Editora: Intrínseca


Sinopse:

Entre 1939 e 1943, Liesel Meminger encontrou a morte três vezes. E saiu suficientemente viva das três ocasiões para que a própria, de tão impressionada, decidisse nos contar sua história, em 'A menina que roubava livros'. Desde o início da vida de Liesel na rua Himmel, numa área pobre de Molching, cidade próxima a Munique, ela precisou achar formas de se convencer do sentido de sua existência. Horas depois de ver seu irmão morrer no colo da mãe, a menina foi largada para sempre aos cuidados de Hans e Rosa Hubermann, um pintor desempregado e uma dona-de-casa rabugenta. Ao entrar na nova casa, trazia escondido na mala um livro, 'O manual do coveiro'. Num momento de distração, o rapaz que enterrara seu irmão o deixara cair na neve. Foi o primeiro dos vários livros que Liesel roubaria ao longo dos quatro anos seguintes. E foram esses livros que nortearam a vida de Liesel naquele tempo, quando a Alemanha era transformada diariamente pela guerra, dando trabalho dobrado à Morte. O gosto de roubá-los deu à menina uma alcunha e uma ocupação; a sede de conhecimento deu-lhe um propósito. E as palavras que Liesel encontrou em suas páginas e destacou delas seriam mais tarde aplicadas ao contexto da sua própria vida, sempre com a assistência de Hans, acordeonista amador e amável, e Max Vanderburg, o judeu do porão, o amigo quase invisível de quem ela prometera jamais falar. Há outros personagens fundamentais na história de Liesel, como Rudy Steiner, seu melhor amigo e o namorado que ela nunca teve, ou a mulher do prefeito, sua melhor amiga que ela demorou a perceber como tal.

Resenha Beca:



Hoje posso culpar “A Menina Que Roubava Livros” por eu ser Bookholic kkkkk Pois foi um dos primeiros livros que fizeram com que eu realmente me apaixonasse pela leitura, atrás somente de “O Mundo de Sofia” de Jostein Gaarder. E eu sou simplesmente apaixonada por ele, foi o primeiro livro que li sem a obrigação da escola kkkkk, foi o primeiro que me fez chorar, foi o primeiro que eu ganhei do meu irmão (que hoje não me dá mais nenhum sem suborno kkkkkkk), enfim, pode-se dizer que esse é meu xodó ou o principal deles kkkkkkk.
Conta a história de Liesel Meminger, uma menina de 9 anos que por causa da 2ª Guerra, sua mãe, que era judia, teve que fazer um sacrifício para que seus filhos ficassem bem e os deu para uma família adotiva, porém no caminho até a casa de sua nova família seu irmão morre e é ai que a morte conhece a menina que roubava livros. Bom, não posso contar muito mais porque senão dou spoiler kkkkk Mas só pra deixar vocês com muitaaa curiosidade e vontade de ler: Esse encontro com a morte quando seu irmão morreu não foi o único, Liesel ao total teve três encontros com a morte!!!!
Para mim “A Menina Que Roubava Livros” é um livro OBRIGATÓRIO para todos que são apaixonados por livros (independente do gênero que goste), pois é um livro que te ensina tanta coisa, te faz ver a vida por outro ponto de vista (O ponto de vista da MORTE). Além do mais é um livro onde aprendemos sobre a história da segunda guerra, as restrições em que todos eram submetidos a viver, a opressão de Hittler com os judeus, etc. Ele poderia até mesmo ser um livro obrigatório nas escolas para as aulas de história!!!!

Bom, não sei se sou a única, mas também indico o filme que foi baseado no livro. É um filme de 2013, mas aqui no Brasil só foi lançado em Janeiro de 2014. Ele, por incrível que pareça kkkk, é bem parecido com o livro, eles não mudaram muita coisa somente cortaram algumas partes, mas mesmo assim é incrível e eu também chorei kkkkk.

Resenha Lua:

Excepcional. É a palavra que melhor define a menina que roubava livros. Esse é um livro que eu indico para todos os meus amigos e aos novos leitores. Apesar das 480 paginas a leitura flui super bem, eu estava curiosa, afinal a narradora desse livro é simplesmente a MORTE, tem como ser mais mórbido do que isso?
A morte conta a vida da roubadora de livros, tudo começa quando a roubadora de livros deixa a morte curiosa, acompanhamos a vida da menina durante a segunda guerra mundial, no subúrbio da Alemanha, os fatos que vemos no livro são reais, nunca antes eu li sobre o nazismo da maneira como Markus me fez ver. Eu simplesmente amo esse livro.
Ele tem fatos históricos muito bem narrados, personagens bem desenvolvidos e a melhor narradora, vulgo mórbido, de todos os tempos, a Morte.
O livro é maravilhoso.  Faltam-me palavras para descrever os sentimentos que essa leitura me trouxe.

Um comentário:

  1. Adorei a resenha....tive os mesmos sentimentos quando li!!! São muitas paginas que passam rápido porque a historia é incrível!!! Não posso dizer o mesmo do filme....que é bem chatinho!!!

    Bjooosss

    Thata Sena
    Blog Sena Cultural

    ResponderExcluir

Leia também

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...