Resenha - NÃO PARE!

18:38

Autora: F. M. L. Pepper

Editora: Valentina Ltda
Páginas: 280
Sinopse:
Nina Scott não suportava mais a vida nômade e solitária que sua mãe, Stela, a obrigava a ter. Mudar de cidade ou de país a cada piscar de olhos, conviver com tantas perguntas que a consumiam, assombrada por mistérios de um passado guardado a sete chaves. Agora, aos 16 anos, a garota das estranhas pupilas verticais exigia respostas.
E, para sua péssima sorte, elas já estavam a caminho!
Quando Stela decide ficar em Nova York, Nina acredita que seu sonho de ter uma vida normal vai se tornar realidade. Finalmente terminará o ano letivo em um mesmo colégio, poderá fazer amigos sem ter que abandoná-los em seguida, viver um grande amor, amadurecer, criar raízes... Enfim, curtir a adolescência.
Mas o “normal” está muito longe da vida de Nina!
Perdida no olho de um furacão de mortes e inexplicáveis acidentes, tendo que esconder os terríveis fatos da mãe paranoica, Nina começa a desconfiar da própria sanidade mental, de tudo e de todos. O que explicaria os paralisantes calafrios, a perda de visão e de memória que experimentava sempre que alguém morria ao seu redor? O que ela teria a ver com os bizarros e sobrenaturais acontecimentos? Estariam eles interligados?
Seria a Morte sua companheira para toda a vida? É chegada a hora da verdade.
Nem tudo é o que parece ser. Perigo. A vida depende da Morte. Sedução. Não há onde se esconder. Medo. Olhos de um fascinante azul-turquesa espreitam. Paixão. Uma nova dimensão será aberta. Suspense. Cenários deslumbrantes e passagens infernais. Ação.
É de tirar o fôlego.
Viva este quebra-cabeça… enquanto você pode.

Vamos parar de enrolar e vamos a resenha!

Não Pare! foi extremamente recomendado por várias pessoas, confesso que estava receosa quanto ao rumo da história, a ideia é inovatória, mas tinha medo que o romance clichê tomasse conta da história, não vou negar que isso não aconteceu, mas não tirou o brilho da história. Apesar do medo que sentia quanto o livro, acabei lendo em um dia. 

"Bastava algo ruim acontecer comigo.
O que também não era nada incomum…"

Nina Scott, uma garota azarada em um nível que ela não compreende, quer criar laços com uma cidade e com amigos, mas o seu estilo de vida não permitia isso, na verdade, o estilo de vida de sua mãe, então ela evita fazer amizades, se tornando um pouco rude. Até que ela se muda, novamente, e lá fará amigos e encontrará amor, mas não da forma que ela espera.

"Como minha mãe poderia achar normal viver entre vinte cidades e países diferentes num curto intervalo de dezessete anos? Por que tinha que ser assim?"

Confesso que a protagonista consegue me irritar, sua teimosia, burrice e obsessão, mas tem tanto outros personagens que me conquistaram que não fez muita diferença.

"Como alguém tão vil e inescrupuloso podia ser tão sedutor?! Como, apesar de tudo, eu ainda me sentia loucamente atraída por ele?"

É um livro com reviravoltas, você encontrará bondade nas pessoas que menos espera e aqueles que parecem perfeitos na verdade não são.

"Céus! Em quem acreditar?"

O final do livro lhe faz querer a continuação no mesmo instante, assim como o segundo livro, mas vou deixar para falar de Não Olhe! em uma próxima resenha.

Algo que eu não posso deixar de citar é a escrita, que eu sempre presto atenção. O livro tem uma leitura fácil, mas não faz com que a escrita seja muito simples, o que a difere de muitos escritores de primeira viagem. Quando lê os seus livros você sente que está lendo uma obra de uma autora com experiência na área.

“Lágrimas me afogavam, meus pulmões asfixiavam, minha esperança jazia pelo chão, esfacelada em meio ao cemitério de sangue, cacos de vidro e incompreensão.”

Enfim, recomendo!!!

You Might Also Like

1 comentários

  1. Meninas,

    A resenha ficou lindíssima!!!
    Beijos no coração,

    Pepper

    ResponderExcluir

Popular Posts

Like us on Facebook

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...